Descobrindo os sweet spots para seu negócio acertar no alvo

PostsDescobrindo os sweet spots para seu negócio acertar no alvo

Descobrindo os sweet spots para seu negócio acertar no alvo

Imagine que você tem um alvo a acertar e precisa descobrir qual é a combinação de força, velocidade e esforço necessário para acertar o ponto certo. Esse conhecimento é conhecido no campo dos esportes como “sweet spot”.

Note que o esforço entra na conta porque não adianta acertar o alvo uma vez e machucar o braço, pois isso te impediria de acertar novamente.

Trazendo este termo para o mundo dos negócios, descobrir os sweet spots do público significa saber quais são os pontos ideais para investimento, onde os resultados são maximizados em detrimento ao esforço dedicado a conquistar novos clientes. Isso exige conhecer muito bem o comportamento do público.

Erra quem pensa que os sweet spots tratam somente de produtos ou serviços. Eles têm muita relação, na verdade, com o posicionamento da marca – ou a causa que ela carrega.

Por exemplo: se uma marca de cosméticos identifica que grande parte de seus clientes é vegana, envolver-se com a causa animal promove um ponto de contato com o público muito assertivo. Da mesma forma, caso a marca não demonstre preocupação com sustentabilidade, pode perder muitos pontos de engajamento.

Com isso, podemos concluir que o posicionamento da marca deve sempre priorizar o que o público valoriza. Seu sucesso depende da percepção do cliente, ou seja, a marca deve se manifestar de forma consistente, de interação à interação, no meio digital ou offline.

A palavra-chave é “relacionamento”

Essa estratégia cria um relacionamento muito diferente do meramente comercial: o assunto de interesse do público passa pela timeline e a ativação nas redes sociais ocorre de forma espontânea, alavancando a marca. Essa ligação é tão forte que interfere diretamente no processo de compra, onde o posicionamento da marca é capaz de “ganhar” a clientela quando são avaliados Promoção, Preço, Praça e Produto. (lembra deles?)

“Uma marca pode representar um atalho mental para tomada de decisão daquele que comprar com base em compartilhamento de valores. Essa constatação, além disso, afasta a racionalidade da decisão” (SHERRY JUNIOR, 2018)

Agora, pense em uma marca que você adora. Observe que não estamos falando de um produto, e sim de uma marca. Aquela que você gosta de acompanhar as redes sociais, ou a newsletter…consegue pensar em alguma? Conte para nós nos comentários qual é e qual o motivo para você gostar dela.

Deixe um comentário

Logotipo Manghá Agência

Bem-vindo à Manghá Agência! Somos publicitários e marketeiros formados e prontos para ajudar você a galgar passos incríveis rumo ao sucesso… Siga a gente na sua rede social preferida!

EnglishPortugueseSpanish