< class="qodef-m-title entry-title qodef-content-grid "> Manghá Agência
ArtigosDia da Consciência Negra

Dia da Consciência Negra

A igualdade racial é um assunto crescente e o posicionamento das empresas, urgente. Com um público multicultural e engajado com diversas causas sociais, é responsabilidade das marcas espelhar o consumidor, que busca se sentir representado. E, caso a atração e fidelização do público não seja motivo suficiente para as empresas agirem, também existem dados estatísticos que podem convencê-las:

Estatisticamente, empresas mais diversas possuem melhores resultados, pois pessoas diferentes são capazes de trazer soluções surpreendentes.

Companhias com maior diversidade de gênero em cargos de liderança tem 21% mais chances de apresentar resultados acima da média do mercado. No caso da diversidade étnica, esse número sobe para 33%” (McKinsey & Company, 2018)


“Lobby do bem”

Não são somente pessoas físicas que pressionam as empresas a tomarem atitudes que melhorem o status quo. Bancos, organizações, investidores e até mesmo programas do governo beneficiam e até mesmo priorizam as marcas que comprovadamente investem em diversidade.

Ações antirracistas para 365 dias do ano
Não adianta promover um discurso sobre diversidade se a organização não investe em igualdade racial e de gênero. Isso é chamado de Diversity Washing, uma falácia que é facilmente detectada e pega muito mal. A seguir, algumas ações e práticas que devem ser adotadas não somente em datas como o Dia da Consciência Negra, mas sim o ano todo.

Mudança de dentro para fora
O primeiro passo que as organizações devem tomar rumo à igualdade racial é promover a diversidade étnica de dentro para fora, viabilizando a contratação de pessoas negras e/ou pardas, garantindo equidade salarial e condições para que estes profissionais não somente façam parte do time – eles devem permanecer no quadro e progredir em sua carreira. Para isso, é necessário investir em programas de mentoria, patrocínio e desenvolvimento de talentos negros.

Outra forma de fortalecer a igualdade é procurar por fornecedores que tenham lideranças etnicamente diversas. Sua empresa também pode praticar o “lobby do bem”!

“A mudança não chegará se esperamos outra pessoa ou outro tempo. Somos nós mesmos os que estávamos esperando. Somos a mudança que buscamos” – Barack Obama


Promovendo a conscientização ao longo do ano

A cultura organizacional deve ser permeada por práticas que sensibilizem os funcionários. Dar protagonismo principalmente à mulheres negras em palestras, treinamentos e workshops sobre racismo e inclusão étnico-racial são excelentes formas de conduzir o tema dentro do ambiente corporativo.

Organizar eventos que valorizem a cultura afrodescendente brasileira é uma forma de incentivar a conscientização e quebrar tabus, além de desenvolver atividades ricas, envolvendo história, religião, música e, por que não culinária? Fique atento ao calendário para aproveitar datas comemorativas relacionadas e promova filmes, livros e personalidades relevantes.

E aí, preparados para começar o Dia da Consciência Negra com um novo posicionamento de marca? Conte com a gente para encontrar soluções criativas e que funcionem para o seu negócio 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logotipo Manghá Agência

Bem-vindo à Manghá Agência! Somos publicitários e marketeiros formados e prontos para ajudar você a galgar passos incríveis rumo ao sucesso… Siga a gente na sua rede social preferida!